Arquivo do dia: 16 de junho de 2011

Meu irmao missionario Magno Alves = Chorar com os que choram é facil.Quero ver se alegrar com os que se alegram.


Magno Alves usa o bom humor para atacar o jejum de

gols no Galo
Atacante, dono do maior número de finalizações no Campeonato Brasileiro, tenta voltar a marcar no domingo, contra o Atlético-GO.
O atacante Magno Alves tem pouco tempo de Atlético-MG, menos de seis meses. Mas os pouco mais de 20 jogos disputados com a camisa do Galo, no entanto, já foram suficientes para que o torcedor alvinegro se acostumasse com a personalidade descontraída do jogador.
O “Magnata” é conhecido pelas mensagens que manda sempre que marca um gol. Porém, isso não ocorre apenas quando ele balança as redes. Durante os trabalhos na Cidade do Galo, o atacante parece sempre estar animado.
Além da veia cômica, Magno Alves também tem se mostrado fã dos enigmas. Depois de ser entrevistado pelos jornalistas, o atacante deixou uma mensagem. Essa aí vocês têm que escrever no caderno. Lembrem-se! Não sou melhor do que ninguém, mas podem escrever porque tenho certeza que vocês nunca vão esquecer. Gravem bem: Chorar com os que choram é fácil. Quero ver se alegrar com os que se alegram. Botem para funcionar os seus neurônios agora.
E é justamente esse bom humor que o Magnata usa como um dos artifícios para acabar com o jejum de três jogos sem marcar. Para ele, por enquanto, a situação é normal, desde que não dure.
– Esquecemos tudo de bom que fizemos, mas são momentos que ocorrem, o jogador passa. Vemos muitos que não marcam há treze jogos, não quero isso com o Magnata, não quero ficar tanto tempo assim. O importante é criar, mas temos que finalizar.
Falta de gols
Magno Alves treina na Cidade do Galo (Foto: Valeska Silva / Globoesporte.com)
Ao falar das finalizações, o atacante mostrou propriedade no assunto. Afinal de contas, neste Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG é o clube que mais vezes chutou a gol. Foram 77 vezes em quatro jogos, com sete gols marcados. O próprio Magno Alves foi quem mais vezes chutou: 18 no total. A expectativa é que, na próxima partida, contra o Atlético-GO, o jejum termine.
– É algo que estamos tentando nos últimos dois jogos. Tivemos inúmeras oportunidades, não foi por falta de empenho, porque a equipe mostrou garra e determinação. Mas faltou o principal, que no futebol é o gol. Agora é mais uma oportunidade contra o Atlético-GO, em casa, na Arena do Jacaré. É claro que não podemos nos esquecer que é o Brasileiro, apesar de ser uma equipe de pouca expressão. Temos que retomar o caminho das vitórias.

Anúncios